segunda-feira, 16 de maio de 2011

Porto, mui nobre e INVICTO campeão


"Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta", é a inscrição que ostenta o brasão da cidade do Porto. “Invicta cidade”, honra reconhecida apenas ao Porto em todo Portugal, tem sua explicação histórica no fato de a cidade nunca ter sido derrotada nem controlada por outrem, no Porto sempre prevaleceram os Lusitanos (nos tempos romanos) e todos os Portuenses na época medieval que derrotaram Ingleses, Franceses e Muçulmanos.

Eis que, em 2011, o maior expoente e baluarte esportivo da cidade, o Futebol Clube do Porto, conquista o seu primeiro campeonato nacional de forma invicta. Em 77 edições do Campeonato Português, apenas um outro clube havia sido campeão invicto, mas isso foi em outros tempos; no período democrático, pós-25 de abril (de 1974), apenas o FC Porto ostenta a glória de ser campeão português sem qualquer derrota.

Ao fim de trinta rodadas, o FC Porto terminou o campeonato com 27 vitórias, 3 empates e nenhuma derrota. Pelo meio do caminho, humilhou o seu maior rival no Estádio do Dragão, com uma goleada histórica de 5x0 (http://emanuel-junior.blogspot.com/2010/11/fc-porto-5x0-benfica-uma-goleada-que.html) e se sagrou campeão de forma antecipada em pleno estádio deste mesmo rival, com uma vitória por 1x2, jogo que ficou marcado pela falta de espírito esportivo daquele clube que se acostumado ao Regime (http://emanuel-junior.blogspot.com/2011/04/fc-porto-campeao-portugues-201011-o.html).

Ao vencer o Marítimo no Estádio dos Barreiros (Funchal), por 0x2, com um 11 inicial repleto de reservas, o FC Porto fechou com chave de ouro uma temporada histórica e memorável.

E, assim, tal qual a cidade que lhe dá nome, o Futebol Clube do Porto derrotou um a um todos os seus adversários, sem permitir, jamais, que estes ousassem lhe derrotar. Sendo portanto, mui nobre e invicto campeão.

Para além do título invicto, os números deste FC Porto 2010/11 são avassaladores e incontestáveis:

INVICTO – 0 derrotas em 30 rodadas.

84 pontos conquistados em 90 disputados – aproveitamento de 93,33% dos pontos disputados.

Melhor ataque – 73 gols marcados (12 a mais que o segundo melhor ataque), média de 2,43 por jogo.

Melhor defesa – 16 gols sofridos (14 a menos que a segunda melhor defesa), média de 0,53 por jogo.

Artilheiro e vice-artilheiro do campeonato – Hulk, 23 gols; Falcao, 16 gols.

21 pontos de avanço sobre o vice-campeão – recorde histórico em Portugal.

36 pontos de avanço sobre o terceiro colocado.

39 jogos seguidos sem perder para o campeonato nacional (9 na época 2009/10, mais 30 na época 2010/11) e marcando gols em todos esses jogos.

Parabéns ao FC Porto, campeão português invicto.

Agora, não é apenas a cidade do Porto que ostenta o título de “mui nobre e invicta cidade”, podemos dizer que o Futebol Clube do Porto também pode ostentar a honraria de “mui nobre e INVICTO campeão nacional”.


PS. Imagem de autoria de Bruno Sousa.

2 comentários:

Jorge disse...

De emocionar essas palavras meu caro. Um Portista como você deve ser sempre prestigiado por expôr tão bem os sentimentos de todos nós portistas por esse clube lindo e glorioso. Que Deus te abençoe e que as vitórias continuem seguindo pelos próximos anos, até acabarmos de vez com os números históricos ainda desfavoráveis em alguns aspectos. E que esse amor infinito de Portistas como você, como eu e como milhões espalhados pelo mundo se aumente. Allez Porto Allez!!!

Emanuel Júnior disse...

Muito obrigado pelo comentário, Jorge!

E quarta-feira este Porto histórico nos dará mais uma alegria.

Grande abraço