segunda-feira, 30 de maio de 2011

Jean Dolabella, Sepultura, answers questions from the fans at the band's Orkut community


Jean Dolabella, from Sepultura, answered some questions from the fans at the band’s Orkut community.

The interview is very good, with lots of interesting informations, some of them unknown to most Sepultura fans.


Thanks to:

Jane Turrer, Jean's mother, who helped me to get in touch with him.

Jean - thanks a lot, man!

PS. Don't forget: "Kairos", Sepultura's new masterpiece, is coming out. June 24th in Europe; July 12th in the USA.

Jean Dolabella, do Sepultura, responde a perguntas dos fãs na comunidade da banda no Orkut


Jean Dolabella, baterista do Sepultura, disponibilizou-se a responder perguntas dos fãs.

As perguntas foram selecionadas através da comunidade do Sepultura no Orkut, em tópico específico, e abordou os mais diversos temas, desde o começo da carreira musical do Jean ao novo álbum da banda, "Kairos", a ser lançado em 24 de junho.

A entrevista ficou muito interessante, com o Jean respondendo detalhadamente a todas as questões. É uma entrevista repleta de informações, inclusive muitas até então desconhecidas por grande parte dos fãs do Jean e do Sepultura.

As respostas poderão ser conferidas em: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=88971&tid=5612584900736327193

Fica aqui o meu agradecimento à mãe do Jean, Jane Turrer, pessoa responsável por me fazer chegar até o seu filho. Obrigado, Jane!

E, logicamente, meu agradecimento ao Jean, pela disponibilidade e atenção dispensadas e pelas excelentes respostas! Valeu mesmo, Jean!

Não deixem de conferir.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Inesquecível, mas que ninguém diga irrepetível


A temporada 2010/11, que se encerrou ontem, pode ser considerada a melhor de todos os tempos na longa e gloriosa história do FC Porto.

A conquista da 16ª Taça de Portugal de seu palmarés, tendo trucidado o Vitória de Guimarães com uma goleada avassaladora de 6x2, fechou com chave de ouro uma época fantástica dos Dragões, que ficará para sempre guardada nas memórias de todos os portistas.

A vitória esmagadora na final da Taça de Portugal foi um espelho do que este FC Porto assombroso de André Villas-Boas fez ao longo de toda a temporada 2010/11: partir para cima do adversário; não dar hipóteses de gostarem do jogo ou de terem o controle da posse de bola; meio-campo dominador, ataque demolidor. Foi um FC Porto à sua imagem e semelhança, e o resultado final serviu para coroar o tricampeonato inédito na Taça de Portugal.

De registrar, entretanto, a postura do Vitória de Guimarães, que procurou sempre jogar futebol e, por isso, proporcionou a possibilidade de termos um grande jogo de futebol. Ao contrário, por exemplo, da atitude covarde demonstrada pelo Sporting Braga, que se recusara a jogar futebol na final da Liga Europa e, por isso, não se pôde ver um bom jogo, pois apenas os azuis e brancos estavam dispostos a jogar.

O título na Taça de Portugal representou a 4ª conquista do FC Porto em 2010/11: Supertaça de Portugal; Campeonato Nacional; Liga Europa e Taça de Portugal.

O primeiro clube do Mundo a conquistar duas tríplices coroas

Considera-se “tríplice coroa” quando um clube consegue vencer na mesma temporada uma competição continental (Liga dos Campeões ou Liga Europa), o Campeonato Nacional e a Taça Nacional.

Como em 2002/03, o FC Porto garantiu ontem a segunda tríplice coroa de sua história e, assim, passou a ser o primeiro clube do Mundo a atingir tal feito.

O clube com mais títulos em Portugal

Há 29 anos, o FC Porto era o terceiro clube português em títulos conquistados. Até então, os portistas haviam celebrado 16 títulos oficiais.

Passados 29 anos, tendo o grande presidente Pinto da Costa ao leme do clube ao longo deste tempo, o FC Porto conquistou ontem o seu 69º título oficial de sua história (62 a nível nacional, 7 internacionais), ultrapassando assim o seu grande rival na lista de títulos oficiais conquistados por clubes portugueses.

O ranking de troféus oficiais conquistados por clubes portugueses ficou assim:

1º. FC Porto, 69 (62 nacionais, 7 internacionais)

2º. benfica, 68 (66 nacionais, 2 internacionais)

3º. Sporting, 45 (44 nacionais, 1 internacional)

4º. Boavista, 9

5º. Belenenses, 7

Eis a lista dos 69 títulos oficiais conquistados pelo FC Porto em sua história:

Taça Intercontinental/Mundial Interclubes: 2

Taça dos Campeões da Europa/Liga dos Campeões: 2

Taça UEFA/Liga Europa: 2

Supertaça Europeia: 1

Campeonato Nacional: 25

Campeonato de Portugal: 4

Taça de Portugal: 16

Supertaça de Portugal: 17

O clube europeu com mais títulos no Séc. XXI

Com a conquista da 16ª Taça de Portugal de sua história, o FC Porto soma 23 títulos no século XXI, uma marca única em toda a Europa. Com sete campeonatos nacionais, seis Taças de Portugal, seis Supertaças, uma UEFA Champions League, duas Taças UEFA/Europa League e uma Taça Intercontinental, o FC Porto é o clube europeu com mais títulos no século XXI.

Top 10 dos clubes europeus com mais títulos no século XXI:

1.º - FC Porto (Portugal), 23 títulos

2.º - Dínamo Zagreb (Croácia), 17

3.º - Bayern Munique (Alemanha) e Manchester United (Inglaterra), 16

5.º - Lyon (França) e Rangers (Escócia), 15

7.º - Olympiacos (Grécia), Inter (Itália), Barcelona (Espanha) e Shaktar Donetsk (Ucrânia), 14

2010/11, uma temporada de números históricos e incontestáveis

O FC Porto conquistou o Campeonato Nacional de forma invicta, com 27 jogos e 3 empates ao fim de 30 rodadas. Teve o melhor ataque, melhor defesa, artilheiro (Hulk) e vice-artilheiro (Falcao) do Campeonato; melhor ataque de sempre de um campeão de torneio da UEFA, maior artilheiro de sempre em uma competição da UEFA (Falcao). Esmagador!

Além de um campeonato perfeito, os portistas já haviam aberto a temporada com uma vitória incontestável sobre o benfica na Supertaça de Portugal (2x0) e passearam sua classe e superioridade também pela Liga Europa e Taça de Portugal.

Confira alguns números do FC Porto 2010/11:

Total:

Jogos: 58

Vitórias: 49 (84,5%)

Empates: 5

Derrotas: 4

Gols Marcados: 145

Gols Sofridos: 42

Como pode se ver, o FC Porto fechou a temporada com 49 vitórias em 58 jogos que disputou. Só não venceu em 9 oportunidades, sendo que sofreu apenas 4 derrotas. Venceu 84,5% dos jogos que disputou.

Em termos de aproveitamento dos pontos disputados, os números são ainda maiores: 87,3% - esse é o percentual de aproveitamento de pontos pelos portistas.

Não se pode deixar de destacar o ataque: 145 gols marcados em 58 jogos. Média de 2,5 gols por jogo.

Campeonato:

Jogos: 30

Pontos: 84

Vitórias: 27

Empates: 3

Derrotas: 0

Gols Marcados: 73

Gols Sofridos: 16

Os campeões nacionais venceram 90% dos jogos que disputaram no Campeonato, tendo um aproveitamento de 93,3% dos pontos que disputou. Brutal!

Ao fim do campeonato, o FC Porto deixou o vice-campeão a 21 pontos de distância. Maior vantagem de um campeão sobre o vice-campeão em toda a história do Campeonato Português.

Jogos marcantes

Em uma temporada tão espetacular como esta, não podia faltar a este texto uma pequena lista de jogos marcantes e inesquecíveis, e fora vários.

Abrir a época com um título: Supertaça de Portugal

O primeiro foi a decisão da Supertaça Cândido de Oliveira, jogo em que foi dado o primeiro grito de revolta e que foi determinante para a virada que se viu em toda a temporada. O benfica entrou na decisão praticamente com o título na mão; se dependesse da CS de Lisboa, nem era necessário que houvesse o encontro, tamanha era a superioridade do Regime (segundo eles, claro). O FC Porto foi superior ao longo dos 90 minutos e nem o João “pode ser” Ferreira, com sua péssima arbitragem (para dizer o mínimo), foi capaz de evitar a vitória indiscutível dos azuis e brancos: 2x0 e o primeiro trófeu de 2010/11 estava garantido.

Goleada humilhante e histórica: FC Porto 5x0 benfica

Os vermelhos e a CS de Lisboa não aprendem. É algo mesmo intrigante. Então, apesar de o FC Porto ter vencido a Supertaça e de chegar ao confronto do Estádio do Dragão invicto e com larga vantagem, diziam que os portistas não eram assim tão fortes e que o benfica tinha chances de vencer. Pumba! 5x0 na cabeça! Uma goleada humilhante, que deixou o clube vermelho de rastos.

Campeões nacionais no estádio do rival

A 25ª rodada do Campeonato reservou ao FC Porto a histórica possibilidade de ser campeão nacional em pleno estádio do seu maior rival. Com mais uma vitória incontestável, os Dragões conquistaram o título nacional com 5 rodadas de antecipação e tiveram que celebrar em um estádio apagado e com o gramado sendo regado, em atitude ridícula, mesquinha e antidesportiva do clube que se autoproclama o paladino da moral e verdade desportiva em Portugal.

Duas goleadas despacharam os russos do Spartak

Nos quartos-de-final da Liga Europa o FC Porto teve pela frente os russos do Spartak Moscou. A princípio, um adversário respeitável que acabara de eliminar o tradicional Ajax.

Contudo, o que se viu em campo, nos dois jogos, foi uma superioridade irrefutável do FC Porto. No Dragão, os portistas espetaram 5x1 e em Moscou, 2x5. Fechou a eliminatória com um espetacular 10x3 no somatório dos dois jogos.

A remontada na Taça de Portugal

A 20 de abril, duas semanas depois de se sagrar campeão nacional no estádio do seu maior rival, o FC Porto voltou mais uma vez àquele estádio. E tinha tarefa dificílima pela frente: reverter uma derrota de 0x2 que sofrera no Estádio do Dragão.

Para a CS de Lisboa, eram favas contadas. Diziam que o benfica já era finalista da Taça de Portugal. Não aprendem nunca!

Em 29 minutos, o FC Porto deu a volta ao resultado, fez 0x3 e nem o pênalti mal assinalado pelo árbitro, que deu o 1x3, foi suficiente para evitar o inevitável: a incrível remontada azul e branca!

E o FC Porto, passadas duas semanas, voltou a festejar em pleno estádio do seu maior rival.

5x1 em uma semifinal europeia – é para poucos!

Para muitos, FC Porto x Villareal era a final antecipada da Liga Europa. Frente a frente os dois times que melhor futebol praticavam, os dois melhores ataques da competição.

Ao intervalo, os espanhóis venciam por 0x1 no Estádio do Dragão. Ao fim dos 90 minutos, voltaram para a Espanha com a eliminação carimbada: o FC Porto trucidou e humilhou o “submarino amarelo” com uma histórica e inimaginável goleada de 5x1.

O jogo de volta, na Espanha, foi apenas para cumprir tabela, pois o finalista já estava decidido ao fim dos primeiros 90 minutos da eliminatória.

A final da Liga Europa – FC Porto 1x0 Sporting Braga

18 de maio de 2011, Dublin Arena. Após vencer o Sporting Braga por 1x0, o FC Porto conquistou a sua segunda Taça UEFA/Liga Europa, o seu sétimo troféu internacional.

FC Porto 6x2 Vitória de Guimarães, o fechar de uma temporada de ouro

Que o FC Porto era o favorito, isto ninguém discutia. Mas ninguém esperava uma goleada acachapante por parte dos azuis e brancos. Mais uma vitória incontestável, para que ninguém pusesse defeito.

E, assim, os Dragões fechavam com chave ouro uma temporada fantástica, memorável e, definitivamente, histórica.

“Este é o nosso destino” “Inesquecível, mas que ninguém diga irrepetível”, afinal, “Este é o nosso destino”.

sábado, 21 de maio de 2011

A 90 minutos da perfeição


Depois da histórica conquista da Liga Europa na passada quarta-feira, 18 de maio, em que celebrou o seu sétimo título internacional (http://emanuel-junior.blogspot.com/2011/05/o-porto-ganhou-taca-como-em-2003.html), o FC Porto se encontra a 90 minutos de encerrar uma temporada brilhante, inesquecível e, por que não dizer, perfeita.

Amanhã, os azuis e brancos vão ao degradado Estádio do Jamor (Oeiras, região de Lisboa) disputar a quarta final de Taça de Portugal consecutiva (a sétima nas últimas 10 edições), em busca do inédito tricampeonato da Taça (16ª conquista no total), título que coroaria a excelente temporada 2010/11, fechando com chave de ouro uma época fantástica.

O adversário que se segue é o Vitória de Guimarães, clube que terminou o Campeonato em 5º lugar e que já disputou a final da Taça de Portugal quatro vezes, tendo sido derrotado em todas as oportunidades – uma delas para o FC Porto, 1x0 em 1987/88.

Aos Dragões, esta final de Taça de Portugal representará muito mais do que a simples conquista de mais um título. Depois de abrirem a temporada com a vitória na Supertaça Cândido de Oliveira, passando pela consagração de campeões nacionais de forma invicta (http://emanuel-junior.blogspot.com/2011/05/porto-mui-nobre-e-invicto-campeao.html), chegando ao título da Liga Europa, os portistas terão a oportunidade de levantar o quatro trófeu na temporada 2010/11.

Mais, ser campeão da Taça de Portugal significará ao FC Porto o atingir de alguns feitos históricos:

- A segunda tríplice coroa (ou triplete) de sua história (Liga Europa/Taça UEFA + Campeonato + Taça). O primeiro clube a obter tal feito.

- O primeiro tricampeonato na Taça de Portugal em sua história.

- Ultrapassar o Sporting no cômputo geral de Taças. Atualmente os rivais estão empatados em 15 conquistas.

- Por fim, mas não menos importante, o FC Porto ultrapassaria o seu maior rival, benfica, em número de títulos oficiais. Hoje os dois rivais estão empatados em 68 x68, e este seria o 69º título oficial dos azuis e brancos em toda a história.

Ou seja, será uma final que valerá muito mais do que se pode imaginar. É mais um jogo em que o FC Porto poderá escrever linhas douradas na história do clube e do futebol português.

Trajetória para chegar à final

O FC Porto chega à final após eliminar, sucessivamente: Limianos (4-1), Moreirense (1-0), Juventude de Évora (4-0), Pinhalnovense (2-0) e Benfica (0-2, 3-1).

O Guimarães, por sua vez, chega à chega a decisão tendo eliminado, sucessivamente: Malveira (4-0), Portimonense (2-1), Torreense (2-0), Merelinense (2-0) e Académica (1-0, 0-0).

Histórico de confrontos

Esta será a segunda vez em que FC Porto x Vitória de Guimarães se enfrentarão em uma final da Taça de Portugal. Em 1987/88 o FC Porto conquistou a sua 6ª Taça de Portugal de sua história ao bater o Guimarães por 1x0, com gol de Jaime Magalhães.

Os dois clubes do Norte já disputaram 13 jogos a contar pela Taça de Portugal, com larga vantagem para os portistas:

9 vitórias do FC Porto (69%)

1 empate (8%)

3 vitórias do Guimarães (23%)

No cômputo geral de todos os confrontos, os azuis e brancos também levam grande vantagem, ao fim de 147 jogos:

91 vitórias do FC Porto (62%)

34 empate (23%)

22 vitórias do Guimarães (15%)

Na temporada 2010/11, foram dois jogos pela Liga Portuguesa. Em Guimarães, houve um empate por 1x1 (em que o árbitro prejudicou bastante o FC Porto); e no Dragão os campeões nacionais venceram por 2x0.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Helton e Beto.

Defesas: Maicon, Alvaro, Rolando, Sereno e Sapunaru.

Médios: Guarín, Belluschi, João Moutinho, Souza, Rúben Micael e Fernando.

Avançados: Mariano, Hulk, Varela, Walter e James.

O jogo: disputa-se amanhã, domingo, 22/05/2011, no Estádio do Jamor, às 13h (Brasília).

TRANSMISSÃO: RTP Internacional.

Conclusão

Estão aí alguns dados e algumas referências para se compreender melhor a importância histórica, enfim, tudo o que representa este jogo.

Esta conquista coroará uma temporada memorável do FC Porto, que se encontra a 90 minutos da perfeição.

A história nos aguarda.

Força Porto, allez!

PS. A imagem acima é uma péssima tentativa de adaptação desta aqui: http://1.bp.blogspot.com/-KbLAA0SkR7M/TdbJpP6f78I/AAAAAAAAAdg/Bos26QatCT4/s1600/Untitled-1.jpg

sexta-feira, 20 de maio de 2011

♫ O Porto ganhou a Taça, como em 2003 ♫


Na última quarta-feira, ao bater o Sporting Braga por 1x0 na final da Liga Europa, o FC Porto voltou a fazer história no futebol europeu e mundial. Conquistou o seu sétimo título internacional, o quarto no século XXI (entre os europeus, apenas o AC Milan conquistou mais títulos internacionais no corrente século, foram 5).

Após um jogo muito complicado, ante um adversário que se recusou a jogar futebol, limitando-se a se defender, à espera de um contra-ataque ou um erro azul e branco, os portistas chegaram ao gol da vitória perto do intervalo, por intermédio, inevitavelmente, do matador Falcao, artilheiro absoluto da Liga Europa e recordista de gols em uma única edição de uma competição europeia – tendo ampliado o seu recorde, chegando aos 17 gols (o recorde anterior pertencia ao alemão Jurgen Klinsmann, que marcara 15 gols em 1995/96 pelo Bayern Munique, na Taça UEFA).

E como dizia a canção dos Super Dragões, “Venceremos, venceremos. Venceremos outra vez. O Porto vai ganhar a Taça, como em 2003”, o FC Porto levantou a sua segunda Taça UEFA/Liga Europa da história, tal como fizera em 2002/03, quando, na altura, batera o Celtic Glasgow na final disputada em Sevilla.

O sétimo título internacional dos Dragões os colocou à frente do Manchester United no quadro de honra de títulos internacionais conquistados por clubes europeus. O FC Porto é agora o 9º clube europeu com mais troféus em competições internacionais reconhecidas pela UEFA.

Esta conquista azul e branca se soma aos dois outros títulos já celebrados em 2010/11: a Supertaça Cândido de Oliveira e o Campeonato Português (ganho de forma invicta). Além disso, ainda se poderá juntar a estes triunfos mais um trófeu: a Taça de Portugal, cuja final será no próximo domingo e o FC Porto terá o Vitória de Guimarães pela frente.

Se os portistas conquistarem a Taça de Portugal, atingirão mais alguns feitos histórios: será a segunda “tríplice coroa” de sua história (em 2002/03 o FC Porto ganhou a Taça UEFA, o Campeonato e a Taça de Portugal); o primeiro tricampeonato na Taça (os azuis e brancos nunca conquistaram a Taça por três vezes consecutivas), o que valerá seu 16º título desta competição no geral; e, por fim, mas não menos importante, o FC Porto se tornará o clube português com mais títulos oficiais, 69 – atualmente possuem 68, tal qual o seu maior rival, benfica.

O mais jovem treinador a vencer uma final europeia

O jovem treinador André Villas-Boas, que assumiu o seu cargo do sonho (como bom portuense e portista que é) há menos de um ano, não para de quebrar recordes e fazer história. Depois de comandar o primeiro título invicto da história do clube, Villas-Boas se tornou o mais jovem treinador a vencer uma final europeia, com 33 anos, 7 meses e 1 dia.

Pinto da Costa e uma promessa

No ano passado, o presidente Pinto da Costa havia feito uma promessa: “Vou voltar a ganhar, não só cá, como lá fora”. Como, para este homem, promessa é dívida, um ano depois lá cumpriu o que prometera aos portistas. Enorme!

Campeão de um torneio europeu com maior número de gols marcados

A trajetória de 15 jogos, 12 vitórias, 1 empate e 2 derrotas dos campeões da Liga Europa foi marcada pela concretização de 37 gols. Com este feito, os portistas se tornam os campeões de um torneio europeu com maior número de gols assinalados. Marca esta que é fruto da veia ofensiva deste time, que joga para vencer e sempre busca os gols.

Então, são dois os recordes assinalados por este Porto ofensivo e com sede de gols: melhor ataque de sempre de um campeão na Europa e o maior artilheiro de sempre em uma competição europeia (Falcao).

Os sete títulos internacionais do FC Porto

2 Mundiais Interclubes – 1987; 2004

2 Ligas dos Campeões – 1986/87; 2003/04

2 Taças UEFA/Liga Europa – 2002/03; 2010/11

1 Supertaça Europeia – 1987

Neste século, ninguém vence mais na Europa

Com a conquista da segunda Taça UEFA da sua história, o FC Porto soma 22 títulos no século XXI, uma marca única em toda a Europa. Com sete campeonatos nacionais, cinco Taças de Portugal, seis Supertaças, uma UEFA Champions League, duas Taças UEFA/Europa League e uma Taça Intercontinental, o FC Porto é o clube europeu com mais títulos no século XXI.

Top 10 dos clubes europeus com mais títulos no século XXI:

1.º - FC Porto (Portugal), 22 título

2.º - Dínamo Zagreb (Croácia), 17

3.º - Bayern Munique (Alemanha) e Manchester United (Inglaterra), 16

5.º - Lyon (França) e Rangers (Escócia), 15

7.º - Olympiacos (Grécia), Inter (Itália), Barcelona (Espanha) e Shaktar Donetsk (Ucrânia), 14

Mar de gente invadiu o centro do Porto


Os campeões da Liga Europa foram recepcionados por um mar de gente nas ruas do centro da cidade invicta. Cerca de 200 mil portistas pintaram as ruas e avenidas de azul e branco, a fim de verem os mais novos campeões da Liga Europa e celebrar com eles mais esta conquista dos Dragões além fronteiras.

“Já vencemos. já vencemos. Já vencemos outra vez. O Porto ganhou a Taça. Como em 2003”.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

FINAL DA LIGA EUROPA - Antevisão: FC Porto x Sporting Braga


Depois de fazer história ao se sagrar campeão português invicto, encerrando o Campeonato nacional com 27 vitórias e 3 empates em 30 jogos (http://emanuel-junior.blogspot.com/2011/05/porto-mui-nobre-e-invicto-campeao.html), o FC Porto vai a Dublin em busca de mais uma taça – a Liga Europa.

Esta será a terceira final europeia do FC Porto no Séc. XXI, o que coloca os azuis e brancos ao lado de Barcelona, Manchester United, Milan e Liverpool como os clubes que mais finais continentais disputaram no século corrente.

Em 2002/03, o FC Porto foi a Sevilha derrotar o Celtic Glasgow por 3x2, conquistando, desta forma, a Taça UEFA daquela temporada. De ressaltar, que a Liga Europa é a competição sucessora da antiga Taça UEFA, na medida em que se o FC Porto se sagrar campeão da Liga Europa 2010/11, este será o seu segundo título nesta competição.

Em 2003/04, por sua vez, o FC Porto conquistou o seu segundo título de Campeão Europeu, ao bater o Mônaco por 3x0 na final da Liga dos Campeões, então disputada em Gelsenkirchen.

Já em 2010/11, o adversário que se segue é o Sporting Braga, o que torna esta final ainda mais especial, uma vez que colocará dois clubes portugueses frente a frente em uma decisão continental (algo inédito na história do futebol lusitano).

Será uma final entre dois clubes do Norte de Portugal, o que tem o seu valor simbólico, ao lembrarmos que Portugal é um país desigual, na medida em que as regiões, como o Norte, sofrem bastante com o ranço do Centralismo que tudo concentra na capital Lisboa – seja o poder econômico-financeiro, político, cultural, etc.

Para os Dragões, que chegam a sua quinta final europeia (não contabilizando as decisões de Supertaças Europeias), o título da Liga Europa, além de representar a sua segunda conquista neste torneio (contando, como já explicado, com a Taça UEFA 2002/03), também significará a sua sétima grande conquista internacional – os seis títulos são: 2 Mundiais Interclubes; 2 Ligas dos Campeões; 1 Taça UEFA; 1 Supertaça Europeia.

O Sporting Braga, por seu turno, chega à sua primeira final internacional e, portanto, ainda busca o seu primeiro trófeu deste nível.

Trajetória para chegar à final

O FC Porto começou a Liga Europa com uma vitória por 0x3 frente ao Genk na Bélgica. No jogo de volta, venceu no Estádio do Dragão por 4x2.

Na fase de grupos, os azuis brancos fizeram uma campanha irrepreensível, foram os primeiros do Grupo L, tendo somado 16 pontos em 18 possíveis, com 5 vitórias e 1 empate e 0 derrotas.

Nas fases eliminatórias seguintes, o FC Porto sempre teve pela frente adversários respeitáveis, eliminando, sucessivamente: Sevilla, CSKA Moscou (2 vitórias), Spartak Moscou (2 goleadas – 5x1 no Dragão, 2x5 em Moscou) e Villareal (com uma goleada de 5x1 no Dragão).

Os portistas têm o melhor ataque da competição (43 gols marcados) e o artilheiro, Falcao, que já fez 16 gols e é o maior artilheiro de sempre de uma competição da UEFA (ultrapassando a marca anterior de 15 gols do alemão Klinsmann).

Foi com vitórias avassaladoras e números incontestáveis que os Dragões construíram a sua trajetória na Liga Europa.

O Sporting Braga, por seu turno, chegou à Liga Europa através da “repescagem” da Liga dos Campeões, uma vez que os bracarenses ficaram em 3º lugar no Grupo H, com 9 pontos – tendo vencido, inclusive, o Arsenal na cidade de Braga.

Antes de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões, os “arsenalistas” surpreenderam muita gente ao eliminar Celtic Glasgow e Sevilla nas pré-eliminatórias do maior torneio de clubes do Mundo.

Já na Liga Europa, o Braga eliminou, sucessivamente, Lech Poznan (perdeu por 0x1 fora de casa e venceu 2x0 em casa), Liverpool (0x0 em casa e 0x1 fora), Dínamo Kiev (1x1 em casa, 0x0 fora) e benfica (perdeu 2x1 fora e venceu 1x0 em casa).

Ou seja, apesar do favoritismo que apontam ao FC Porto, há que se respeitar a brava campanha do Braga, que, embora não dê espetáculo e sempre vença por margens mínimas, já deixou pelo caminho clubes como Celtic, Sevilla, Liverpool e Dínamo Kiev (contando Liga dos Campeões e Liga Europa).

Histórico de Confrontos

Esta será a primeira vez que FC Porto x Sporting Braga se enfrentarão em jogo a contar para uma competição europeia. Entretanto, os dois clubes já se defrontaram 131 vezes em toda a história, com larga vantagem para os atuais campeões portugueses:

92 vitórias do FC Porto (70%)

22 empates (17%)

17 vitórias do Braga (13%)

Na atual temporada 2010/11, os dois clubes se encontraram em duas ocasiões, ambas pela Liga Portuguesa e que tiveram vitórias do FC Porto – 3x2 no Estádio do Dragão e 0x2 no Estádio Municipal de Braga.

Embora esta seja a primeira vez que FC Porto x Braga se enfrentem em uma competição europeia e, por conseguinte, também seja a primeira vez que decidam um título continental, estes clubes já disputaram entre si duas finais da Taça de Portugal.

Os portistas se saíram melhor nas duas decisões e conquistaram o título da Taça de Portugal em 1976/77 (vitória por 1x0, gol de Fernando Gomes) e 1997/98 (vitória por 3x1, gols de Aloísio, Jardel e Artur – três brasileiros).

Lista de convocados

Guarda-redes: Helton e Beto.

Defesas: Maicon, Alvaro, Rolando, Sereno, Sapunaru e Otamendi.

Médios: Guarín, Belluschi, João Moutinho, Souza, Rúben Micael e Fernando.

Avançados: Falcao, Hulk, Varela, Walter e James.

O jogo: disputa-se na quarta-feira, 18/05/2011, no Dublin Arena, às 15h45m (Brasília).

TRANSMISSÃO: ESPN (29, Sky), ESPN HD (29-1, Sky), RedeTV (canal aberto e 22, Sky).

Conclusão

Estão aí alguns dados e algumas referências para se compreender melhor a importância histórica, enfim, tudo o que representa este jogo.

Resta-nos esperar pela quarta-feira, confiando sempre neste plantel e no nosso treinador, que têm feito uma época fantástica, a todos os níveis, e que demonstram muita concentração e determinação para continuarem a fazer história.

Não é de se esperar um jogo fácil, evidentemente, contudo, estou convicto de que o FC Porto entrará em campo à imagem e semelhança do que tem feito ao longo de toda a temporada e, assim, terá totais condições para conquistar o sétimo trófeu internacional na história do clube.

“Venceremos, venceremos! Venceremos outra vez! O Porto vai ganhar a Taça, como em 2003!!!”.

Força Porto, allez!

Porto, mui nobre e INVICTO campeão


"Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta", é a inscrição que ostenta o brasão da cidade do Porto. “Invicta cidade”, honra reconhecida apenas ao Porto em todo Portugal, tem sua explicação histórica no fato de a cidade nunca ter sido derrotada nem controlada por outrem, no Porto sempre prevaleceram os Lusitanos (nos tempos romanos) e todos os Portuenses na época medieval que derrotaram Ingleses, Franceses e Muçulmanos.

Eis que, em 2011, o maior expoente e baluarte esportivo da cidade, o Futebol Clube do Porto, conquista o seu primeiro campeonato nacional de forma invicta. Em 77 edições do Campeonato Português, apenas um outro clube havia sido campeão invicto, mas isso foi em outros tempos; no período democrático, pós-25 de abril (de 1974), apenas o FC Porto ostenta a glória de ser campeão português sem qualquer derrota.

Ao fim de trinta rodadas, o FC Porto terminou o campeonato com 27 vitórias, 3 empates e nenhuma derrota. Pelo meio do caminho, humilhou o seu maior rival no Estádio do Dragão, com uma goleada histórica de 5x0 (http://emanuel-junior.blogspot.com/2010/11/fc-porto-5x0-benfica-uma-goleada-que.html) e se sagrou campeão de forma antecipada em pleno estádio deste mesmo rival, com uma vitória por 1x2, jogo que ficou marcado pela falta de espírito esportivo daquele clube que se acostumado ao Regime (http://emanuel-junior.blogspot.com/2011/04/fc-porto-campeao-portugues-201011-o.html).

Ao vencer o Marítimo no Estádio dos Barreiros (Funchal), por 0x2, com um 11 inicial repleto de reservas, o FC Porto fechou com chave de ouro uma temporada histórica e memorável.

E, assim, tal qual a cidade que lhe dá nome, o Futebol Clube do Porto derrotou um a um todos os seus adversários, sem permitir, jamais, que estes ousassem lhe derrotar. Sendo portanto, mui nobre e invicto campeão.

Para além do título invicto, os números deste FC Porto 2010/11 são avassaladores e incontestáveis:

INVICTO – 0 derrotas em 30 rodadas.

84 pontos conquistados em 90 disputados – aproveitamento de 93,33% dos pontos disputados.

Melhor ataque – 73 gols marcados (12 a mais que o segundo melhor ataque), média de 2,43 por jogo.

Melhor defesa – 16 gols sofridos (14 a menos que a segunda melhor defesa), média de 0,53 por jogo.

Artilheiro e vice-artilheiro do campeonato – Hulk, 23 gols; Falcao, 16 gols.

21 pontos de avanço sobre o vice-campeão – recorde histórico em Portugal.

36 pontos de avanço sobre o terceiro colocado.

39 jogos seguidos sem perder para o campeonato nacional (9 na época 2009/10, mais 30 na época 2010/11) e marcando gols em todos esses jogos.

Parabéns ao FC Porto, campeão português invicto.

Agora, não é apenas a cidade do Porto que ostenta o título de “mui nobre e invicta cidade”, podemos dizer que o Futebol Clube do Porto também pode ostentar a honraria de “mui nobre e INVICTO campeão nacional”.


PS. Imagem de autoria de Bruno Sousa.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Kairos: novo álbum do Sepultura tem data de lançamento e capa divulgadas


Recentemente, a maior banda brasileira de todos os tempos, Sepultura, divulgou as datas de lançamento, o tracklist e a capa de seu mais novo álbum, Kairos.

Kairos, que será o 12º álbum de estúdio da lendária banda, foi gravado nos Estúdios Trama, em São Paulo, entre o fim de janeiro e meados de março; gravação que, diga-se de passagem, pôde ser acompanhada diariamente pelos fãs via internet - através da TV Trama.

Kairos é uma palavra grega, que significa "momento certo" ou "momento oportuno", também se referindo ao deus do tempo e das estações. Na filosofia grega era atribuída uma importância muito grande a essa palavra, que representava "a experiência do momento oportuno", a "oportunidade", "o tempo em potencial" e o "tempo eterno". Ao contrário de "khronos", que era "o tempo dos homens" e, portanto, um tempo mensurável, cronológico e sequencial, "kairos" era "um momento indeterminado no tempo em que algo especial acontece".

Este título tem tudo a ver com a proposta do Sepultura para este novo trabalho: retratar os seus 27 anos de carreira, sem aquele sentimento de saudosismo ou de querer viver no passado, mas com a consciência de que estes 27 anos são "momentos especiais" e que são "eternos", nas medida em que a banda caminha para muitos mais anos de estrada e de Heavy Metal, percorrendo os quatros cantos do mundo, indo a todos os continentes da Terra.

A produção do álbum ficou por conta do renomado Roy Z, produtor que já trabalhou com artistas como Bruce Dickinson (Iron Maiden), Judas Priest, Rob Halford (Judas Priest) e Helloween.

A capa, que pode ser vista na imagem acima, foi concebida e desenhada pelo artista estadunidense Erich Sayers, que procurou a banda em janeiro deste ano, quando realizaram dois shows na Califórnia (EUA), e mostrou o seu trabalho. Os caras curtiram e resolveram trabalhar com ele na elaboração do artwork do Kairos.

Este será o primeiro álbum do Sepultura a ser lançado pela gravadora Nuclear Blast, a principal empresa especializada no mercado do Heavy Metal, e as datas de lançamento anunciadas são as seguintes:

Europa - 24 de junho
EUA - 12 de julho

Haverá duas versões do Kairos em CD, uma versão padrão e outra de luxo, esta última contará com duas faixas bônus. Segue abaixo o tracklist:

01. Spectrum
02. Kairos
03. Relentless
(2011)
04. Just One Fix (MINISTRY cover)
05. Dialog
06. Mask
(1433)
07. Seethe
08. Born Strong
09.Embrace The Storm
(5772)
10. No One Will Stand
11. Structure Violence (Azzes)
(4648)

Faixas bônus da versão "de luxo":

12. Firestarter (THE PRODIGY cover)
13. Point Of No Return

Sobre o álbum, a famosa revista britância Terrorizer o resumiu assim: "SEPULTURA have ditched the high concepts and are back to what they do best: thrashing the fuck out”.

Por ora, ainda faltam maiores informações quanto à data de lançamento em terras brasileiras, bem como quais versões estarão disponíveis no nosso mercado.

Atualmente, o Sepultura se encontra, desde 18 de abril, em turnê pela América do Norte e tem os seguintes shows pela frente:

May 11 - San Francisco, CA - The Grand Ballroom at Regency Center
May 12 - Portland, OR - Hawthorne Theater
May 13 - Seattle, WA - El Corazon
May 14 - Spokane, WA - The Knitting Factory
May 16 - Englewood, CO - Gothic Theater
May 18 - St. Paul, MN - Station 4
May 19 - Chicago, IL - Reggies Rock Club
May 20 - Detroit, MI - Blondie's
May 21 - Rochester, NY - Montage Music Hall
May 22 - Cleveland, OH - Peabody's
May 23 - Louisville, KY - Expo Five
May 24 - Milwaukee, WI - The Rave
May 25 - Thunder Bay, ON - Canada - Crocks
May 26 - Winnipeg, MB - Canada - The Zoo
May 27 - Regina, SK - Canada - The Exchange
May 28 - Calgary, AB - Canada - MacEwan Ballroom
May 29 - Edmonton, AB - Canada - Starlite Room
May 31 - Vancouver, BC - Canada - The Vogue Theatre

segunda-feira, 9 de maio de 2011

As assistências no Estádio do Dragão em 2010/11


O FC Porto fez ontem, frente ao Paços de Ferreira, o seu último jogo no Estádio do Dragão na temporada 2010/11, tendo atingido a marca de mais de 1 milhão de espectadores nos 29 jogos oficiais realizados em seu estádio.

O encontro de ontem com o Paços de Ferreira, apesar do empate (único empate no Dragão em jogos do Campeonato – foram 14 vitórias e 1 empate, em 15 rodadas como mandante), serviu para os torcedores portistas celebrarem a conquista de mais um campeonato nacional, o 25º da história, o 18º em 27 anos).

Antes do apito inicial, os campeões nacionais o trófeu da Liga e, ao fim do empate de 3x3, houve uma grande celebração na qual jogadores e torcedores puderam festejar.

O confronto de ontem reuniu 48.309 espectadores, sendo a segunda maior assistência do Dragão em jogos do Campeonato em 2010/11, a seguir ao histórico 5x0 contra o maior rival, benfica, que levou 49.817 torcedores ao estádio.

Para o Campeonato, o Estádio do Dragão registrou um público total de 555.002 torcedores, numa média de 37.000 por jogo. No geral (contando todos os jogos oficiais), foram 1.004.443 espectadores, com uma média de 34.636.

As cinco maiores assistências do Dragão em 2010/11 foram:

1. FC Porto 5x0 benfica – 49817 (Campeonato)

2. FC Porto 3x3 Paços de Ferreira – 48309 (Campeonato)

3. FC Porto 3x2 Sporting Braga – 47617 (Campeonato)

4. FC Porto 0x2 benfica – 47512 (Taça de Portugal)

5. FC Porto 3x2 Sporting – 47109 (Campeonato)

O FC Porto ainda tem mais três jogos oficiais na corrente temporada, mas nenhum deles em sua casa.

A última rodada da Liga será no Funchal, contra o Marítimo. Jogo em que os azuis e brancos buscarão fechar o campeonato invictos – até agora venceram 26 vezes e empataram 3.

A final da Liga Europa será em campo neutro, no Aviva Stadium em Dublin. Os Dragões enfrentarão o Sporting Braga na busca pela segunda conquista da Liga Europa (contando a Taça UEFA 2002/03).

Por fim, o último jogo oficial em 2010/11 será pela final da Taça de Portugal, em que os portistas enfrentarão outro clube minhoto, o Vitória de Guimarães. Este jogo ocorrerá, como tradicionalmente, no Estádio do Jamor, em Oeiras (distrito de Lisboa).

Portanto, aos adeptos do FC Porto resta torcer e apoiar o clube “fora de casa” pela conquista dos dois títulos ainda em disputa (Liga Europa e Taça de Portugal) e pela conclusão do campeonato sem derrotas.

Abaixo segue a relação de todas as assistências no Estádio do Dragão em 2010/11, incluindo as médias de públicos na Liga, na Taça de Portugal, Taça da Liga, Liga Europa e a assistência no geral.

Liga:
Beira-Mar - 43209
Braga - 47617
Olhanense - 35430
União de Leiria – 29112

Benfica – 49817

Portimonense – 40418

Setúbal – 18912

Marítimo – 26706

Naval – 33309

Nacional – 23212

Rio Ave – 29417

Guimarães – 36419

Académica – 46006

Sporting – 47109

Paços de Ferreira - 48309

(Jogos: 15. Público – Total 555002 / Média - 37000)

Taça de Portugal:
Limianos – 41118

Juventude Évora – 26909

Pinhalnovense – 15512

Benfica - 47512

(Jogos: 4. Público – Total 131051 / Média 32763)

Europa League:
KRC Genk - 33512
Rapid – 30014

Besiktas – 34139

CSKA Sófia – 22930

Sevilla – 35609

CSKA Moscou – 32612

Spartak Moscou – 38219

Villareal - 44719

(Jogos: 8. Público – Total 271754 / Média 33969)

Taça da Liga:

Nacional - 30018

Beira-Mar - 16618

Jogos: 29

Público:

Total – 1004443

Média – 34636