sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Liberdade Selvagem

Digamos que as letras do Moonspell, de alguma maneira, foram uma influência para estes versos que irei postar hoje.

Abraço a todos que aqui perdem um pouco de seu tempo. Obrigado!


Liberdade Selvagem

A lua cheia brilha no céu
Iluminando a gélida noite.
Estrelas cintilantes embelezam o ambiente.

A noite é calma,
O silêncio sepulcral é inspirador.
Aqui estou, sozinho,
Apenas eu e a natureza bestial.

Os raios lunares resplandecem em minha alma,
Fazem bater mais forte o meu coração.
Sinto-me livre,
Livre como um lobo selvagem.

O meu lado animal se liberta,
Transcende a minha racionalidade.
Sob o belo luar eu me transformo,
Deixo de ser homem,
Rasgo a pele que me aprisiona.

Liberdade é o que todos procuramos.
Sob os poderes míticos da lua cheia,
Já não tenho limites.

Não fico preso à essa pele.
Não me limito à racionalidade!
Fortaleço-me da beleza da natureza,
Inspiro-me no espírito selvagem,
Para me sentir livre.

2 comentários:

marla_faria disse...

"QUEM A TEM...

Não hei-de morrer sem saber
Qual a cor da liberdade.
Eu não posso senão ser
desta terra em que nasci.
Embora ao mundo pertença
e sempre a verdade vença,
qual será ser livre aqui,
não hei-de morrer sem saber.

Trocaram tudo em maldade,
é quase um crime viver.
Mas embora escondam tudo
e me queiram cego e mudo
não hei-de morrer sem saber
qual a cor da liberdade. "

isso é liberdade...
beijus te amo

marla_faria disse...

simmm comente no meu...
:p